NVE assegura obras de Reabilitação do Bairro de Pereiró no Porto


Começaram as obras de reabilitação do Bairro de Pereiró, no Porto, que será executada pela NVE engenharia e construção, um investimento de cerca de 2.4 Milhões de euros, por parte da empresa municipal Domus Social.



O projecto tem a assinatura do arquitecto Carlos Coelho e uma área de construção total de 4.000 m2 e 64 fogos distribuídos por dois blocos (dos quais apenas 30 estão ocupados). Todo o bairro será alvo de uma intervenção estrutural profunda, que inclui a demolição das galerias que existem nos dois edifícios que serão posteriormente, reconstruídas e às escadas de acesso aos diferentes pisos, juntar-se-ão elevadores, algo que hoje não existe no aglomerado habitado, adaptando assim o edifício aos atuais requisitos habitacionais. Serão intervencionados e redimensionados todos os apartamentos, ajustando-se as tipologias às necessidades dos atuais moradores.



Será uma obra a realizar em duas fases o que implica a transferência temporária de todos os moradores para apenas um dos blocos enquanto o outro é intervencionado e vice-versa. A intervenção profunda começará no Bloco A, sendo os moradores transferidos para habitações devolutas no Bloco B. Após a total reabilitação do Bloco A, será a vez do Bloco B, sendo que, também aqui, é fundamental a desocupação integral do edifício, e por isso serão os moradores transferidos para o Bloco A. Com esta empreitada, o Bloco A ficará dotado de 32 habitações (dezasseis T1 e dezasseis T2) e o Bloco B passará a ter 28 (doze T1, doze T2 e quatro T3).



A título de curiosidade, o bairro foi construído em 1955 e ocupado por trabalhadores dos CTT (razão pela qual era conhecido como o Bairro dos CTT). Ao longo dos anos, e até 1998, os moradores dos dois edifícios eram indicados por aquela empresa pública, sendo as rendas pagas à Câmara Municipal do Porto.



A NVE congratula-se por participar numa obra de cariz social e de alguma complexidade, que irá sem dúvida devolver dignidade ao complexo habitacional e proporcionar uma melhoria significativa da qualidade de vida aos seus habitantes.



 


Publicada em 20 de abril de 2018